19 de julho de 2015

Android-x86 4.4 RC3 - disponível na versão X86 para PC em live CD

0 comentários
Android-X86 é um projeto open source para disponibilizar o Android para notebooks e PCs. Esta versão adiciona suporte para processadores Intel e AMD x86 e periféricos para PC, além de introduzir um bootloader, um instalador e live. Corrige a interface gráfica do Tablet Android melhorando a utilização com teclado e mouse físico. Desta forma, podemos usar o Android como uma distribuição GNU/Linux normal iniciando a partir de um LiveCD ou instalá-lo no disco rígido.
Lembre-se que Android X86 4.4 RC3 é uma versão ainda em fase final de desenvolvimento que inclui várias otimizações desenvolvidas pela Intel e que pode se comportar de forma instável. Esta versão permite testar os novos produtos introduzidos pelo Google na nova versão , incluindo algumas otimizações pela interface gráfica.

Notas do Lançamento

Lançadores:
 Vídeo player:

sob a licença: Apache Public License 2.0
página do projeto: android-x86.org

É isso.

via distrowatch
Continua »

Otimização e Desempenho de Pacotes no Debian e Distribuições Derivadas

2 comentários
Essa é uma dica de como otimizar o desempenho de pacotes no Debian e distribuições derivadas. Hoje vou falar de aplicações no seu global e como o processo de recompilação de pacotes é uma tarefa OBRIGATÓRIA, para esse mesmo efeito, sendo que este procedimento pode ser executado via apt-build, o qual é um front-end para o apt-get. O pacote está disponível nos repositórios do Debian e distribuições derivadas.

1. Instalação do apt-build
Para instalar o programa no Debian e distribuições derivadas, basta abrir o terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
su  ENTER 
apt-get install apt-build  ENTER 

2. Definindo o Nível de Otimização
Seguidamente, adicionar o repositório apt-build para a sources.list, selecione “SIM” e tecle ENTER:
Durante o processo de instalação é OBRIGATÓRIO definir qual o nível de otimização desejado. Caso seja selecionado o nível de otimização FORTE, é importante saber que o tempo de compilação vai aumentar drasticamente, no entanto esse é o melhor método. Irei escolher o nível de otimização Forte (STRONG):

3. Totalidade de Núcleos da CPU
A totalidade das opções escolhidas, podem ser encontradas no arquivo /etc/apt/apt-build.conf. No entanto é importante lembrar que na diretiva "make_options =", o número aí presente é sempre igual ao número de núcleos mais um (nº CPU + 1).

Assim, o recomendável, antes de se executar o apt-build, seria conhecer qual a CPU presente nessa máquina e o número de núcleos, para tal executar:
cat /proc/cpuinfo  ENTER 

Caso seja necessário algo mais simples, executar:
grep "model name" /proc/cpuinfo  ENTER 

No meu exemplo, são dois núcleos, logo:

Finalmente, o apt-build está instalado.

4. Listando a Totalidade dos Pacotes
Para se poder reconstruir a totalidade dos pacotes, é necessário em primeiro lugar, listar a totalidade dos pacotes para que assim seja possível que o apt-build possa saber quais são os pacotes para a reconstrução. Assim executar:
dpkg --get-selections | awk '{if ($2 == "install") print $1}'> /etc/apt/apt-build.list  ENTER 

Após esse procedimento, instalar as dependências para permitir que o apt-build, possa recompilar a totalidade dos softwares instalados, executar:
apt-get install gcc perl python make  ENTER 

O apt-build world, deve ser usado, imediatamente à instalação da totalidade do sistema, no entanto o GCC e outros programas não devem ser compilados, por isso é necessário ler o /usr/share/doc/apt-build/README.Debian.

Não devemos usar o apt-buid (apt-build linux-image-x.x.xxx) no Kernel, pelo simples fato que só é válido para uma atualização desse kernel, e como todos sabem o kernel DEVE ser compilado à parte.

Acesse o "/etc/apt/apt-build.list":
nano /etc/apt/apt-build.list  ENTER 
Apague as referências dos seguintes pacotes:
linux-image-*
libc6
libc6-dev
libc6-i686
automake
gcc-xx (onde xx é o número da versão)
gcc-xx-base
g++
autoconf
bash
base-passwd
base-files
binutils
binfmt-support
bison
bsdutils
bsdmainutils
cpp
Salve e feche o arquivo.

Agora a totalidade dos pacotes pode ser recompilada, executar:
apt-build update  ENTER 
apt-build world  ENTER 

É necessária uma ligação à Internet durante o processo de recompilação, para que sejam obtidos todas as sources necessárias. Eu AVISEI, que tinha muito tempo, por isso todo o sistema vai ser reconstruído e isso pode levar horas!

O apt-build, facilita a compilação, otimização e instalação de pacotes, via dpkg, através da criação de um repositório local de pacotes compilados com a opção de gestão das atualizações do sistema, no entanto é importante esclarecer que nem todos os programas vão usufruir deste método, pelo simples fato de existirem limitações estruturais relacionadas com a velocidade de leitura do HD e outros fatores inerentes ao hardware que faz parte de uma máquina.

5. Definindo a Prioridade dos Sources
No entanto, existe também aqui uma variante importante, é que para se evitar que os pacotes compilados sejam atualizados por pacotes oficiais, é necessário editar o arquivo /etc/apt/preferences e adicionar:
Package: * Pin: release o=apt-build Pin-Priority: 990

Deste modo, o nosso repositório tem sempre PRIORIDADE. Ao mesmo tempo, é IMPORTANTE adicionar os repositórios das sources ( deb-src ).

6. Comandos Elementares
Alguns comandos considerados essenciais:
apt-build update -> atualiza a listagem de repositórios;
apt-build upgrade -> atualiza o sistema utilizando o apt-build;
apt-build source NomeDoPrograma -> download das sources e descompacta, todavia não vai compilar nem instalar.
apt-build install NomeDoPrograma -> instala esse programa ( blender ) ou pacote.
apt-build install --reinstall NomeDoPrograma -> reinstala o pacote ( blender ) e de imediato o vai recompilar mesmo que este se encontre previamente instalado.
apt-build remove NomeDoPrograma -> remoção desse pacote.
apt-build clean-build -> remoção de todos os pacotes .deb criados.
apt-build clean-sources -> remoção de todas as sources das quais foram realizados o download.
apt-build world -> recompila a totalidade do sistema.

Se tiver dúvidas, realize o procedimento numa máquina virtual para familiarizar-se com o passo a passo.

referências:
wiki.debian.org/es/apt-build
wiki.forumdebian.com.br/Apt-build
debian-handbook.info/pt-BR/apt.html
whonix.org/wiki/Dev/apt-build
Continua »

18 de julho de 2015

Widelands - game open source de estratégia em tempo real com campanhas singleplayer e multiplayer

0 comentários
Widelands é um game open source de estratégia em tempo real com campanhas singleplayer e multiplayer. O jogo foi inspirado por Settlers II (Bluebyte), mas tem muito mais variedade e profundidade. Ainda assim, é fácil começar através de tutoriais que te darão todas as dicas do game. O site do desenvolvedor também organiza torneios entre os gamers.

INSTALAÇÃO MODO GRÁFICO
Para instalar o programa no Modo Gráfico, faça:
No Debian
Para instalar o programa no Debian, faça:
1 - Abra o Adicionar/Remover Programas ();
2 - No Adicionar/Remover Programas, no campo de pesquisa () busque por "widelands";
3 - Marque os campos relativos para incluí-los no processo de instalação ();
4 - Clique no botão "Aplicar" () para iniciar o processo. A senha de administrador será solicitada, digite-a e clique no botão "Autenticar" () para prosseguir;
5 - Quando o processo de instalação for concluído, feche o Gerenciador de Pacotes.

No Linux Mint
Para instalar o programa no Debian, faça:
1 - Clique no "Menu" ();
2 - Clique em Adicionar/Remover Programas ();
3 - A senha de administrador será solicitada, digite-a e clique no botão "Autenticar" () para prosseguir;
4 - No Adicionar/Remover Programas, no campo de pesquisa () busque por "widelands";
3 - Faça clique duplo sobre o resultado relativo ();
4 - Clique no botão "Instalar" () para iniciar o processo.
5 - Quando o processo de instalação for concluído, feche o Gerenciador de Pacotes.

No Ubuntu
Para instalar o programa no modo gráfico no Ubuntu, faça:
1 - Abra a Central de Programas do Ubuntu ();
2 - Na Central de Programas, no campo de pesquisa () pesquise por "widelands";
3 - Faça clique-simples sobre o resultado para visualizar mais opções ();
4 - Clique no botão "Instalar" () para iniciar o processo. A senha de administrador será solicitada (), digite-a e clique no botão "Autenticar" para prosseguir;
5 - Isto pode demorar um pouco. Aguarde... ();
6 - Quando o processo de instalação for concluído, feche a Central de Programas.

INSTALAÇÃO MODO TEXTO
Para instalar no Debian e distribuições derivadas basta abrir um terminal e correr o seguinte comando (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
su -  ENTER 
apt-get install widelands  ENTER 

Ou faça o download neste link.

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise por "widelands". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
manual do game
disponível para:
sob a licença: GNU General Public License (GPL)
página do projeto: widelands.org

É isso.
Continua »

Kawaiki Elegant Adwaita - GNOME Shell Theme

0 comentários
Kawaiki Elegant Adwaita é um tema para o GNOME Shell e GTK3 baseado no tema Adwaita Vanilla do Projeto GNOME. Um tema simples, porém com designer arrojado e bem estruturado. Barras de cabeçalho, decorações das janelas são um pouco menores e o painel é meio transparente. Se você gosta de um tema "enxuto", porém bem feito, este tema é uma opção.


Para obter o mesmo visual das screenshot, baixe e instale o pacote de ícones Kawaiki que está disponível neste link.

É isso.
Continua »

Pixar apresenta versão do Plugin Renderman para Blender

0 comentários
No início deste ano, a pPixar lançou uma versão livre, não-comercial, de seu plugin Renderman, o seu software de renderização 3D foto realista usado dentro de filmes animados da empresa. Saindo agora, graças ao trabalho da Pixar e da comunidade, temos disponível um exportador de plug-in Blender-to-Renderman.
Este plug-in, de nome PRMan-for-Blender, permite a utilização do Renderman no Blender, anteriormente a integração não é possível. O plug-in baseado em Python para o software de modelagem de código aberto Blender pode ser encontrado através deste repositório Git.

Tutorial: Uma Introdução ao Pixar RenderMan para Blender

É isso.

via
Continua »

Sparky Linux - distribuição leve, rápido e simples para antigos e novos computadores

0 comentários
SparkyLinux é uma distribuição Linux leve, rápido e simples projetado para ambos os antigos e novos computadores com personalizados iluministas e LXDE desktops. É baseada em Debian "teste". Há algumas atualizações em pacotes disponíveis, como por exemplo do Sparky Conky que foi atualizado para a versão 0.1.10-se. Há versões do SparkyLinux com LXDE, OpenBox, JWM (non-pae), XFCE, MATE, KDE, LXQT, versão CLI Edition, versão GameOver, versão NO-Codecs.


todos os downloads
página do projeto

SparkLinux recebeu atualizações hoje.

via Planet Debian (RSS)
Continua »
 

Copyright © TutorFree Design by Free CSS Templates | Blogger Theme by BTDesigner | Powered by Blogger