29 de março de 2015

Como instalar Synfig Studio 1.0 RC3 [software livre de animação 2D] no Debian e distros derivadas

0 comentários
Synfig Studio é um software livre de animação 2D para GNU/Linux, Mac OS e MS Windows, concebido como solução industrial poderosa para criar filme de animação com qualidade usando arte vetorial e bitmap. Ele elimina a necessidade de criar animação quadro a quadro, permitindo-lhe produzir animação 2D de maior qualidade com menos pessoas e recursos. A equipe de desenvolvedores do Synfig Studio disponibilizaram recentemente a versão 1.0, versão de desenvolvimento, que traz algumas novidades e correções.

INSTALAÇÃO MODO GRÁFICO
Para instalar o programa no Modo Gráfico, faça:
No Debian
Para instalar o programa no Debian, faça:
1 - Abra o Adicionar/Remover Programas ();
2 - No Adicionar/Remover Programas, no campo de pesquisa () busque por "synfigstudio";
3 - Marque os campos relativos para incluí-los no processo de instalação ();
4 - Clique no botão "Aplicar" () para iniciar o processo. A senha de administrador será solicitada, digite-a e clique no botão "Autenticar" () para prosseguir;
5 - Quando o processo de instalação for concluído, feche o Gerenciador de Pacotes.

No Ubuntu
Para instalar o programa no modo gráfico no Ubuntu, faça:
1 - Abra a Central de Programas do Ubuntu ();
2 - Na Central de Programas, no campo de pesquisa () pesquise por "synfigstudio";
3 - Faça clique-simples sobre o resultado para visualizar mais opções ();
4 - Clique no botão "Instalar" () para iniciar o processo. A senha de administrador será solicitada (), digite-a e clique no botão "Autenticar" para prosseguir;
5 - Isto pode demorar um pouco. Aguarde... ();
6 - Quando o processo de instalação for concluído, feche a Central de Programas.

INSTALAÇÃO MODO TEXTO
Para instalar no Debian e distribuições derivadas basta abrir um terminal e correr o seguinte comando (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
su -  ENTER 
apt-get install synfigstudio  ENTER 

INSTALAR VERSÃO MAIS RECENTE
Para instalar a versão de desenvolvimento disponível do site do projeto, faça:
Pacotes de terceiros... instale por sua conta e risco!
Para instalar em sistema de 32 bits basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
cd /tmp  ENTER 
wget -c http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/synfig/releases/1.0-RC3/linux/synfigstudio_1.0-RC3_i386.deb  ENTER 
sudo dpkg -i *.deb  ENTER 
sudo apt-get -f install  ENTER 

Para 64 bits, faça:
cd /tmp  ENTER 
wget -c http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/synfig/releases/1.0-RC3/linux/synfigstudio_1.0-RC3_amd64.deb  ENTER 
sudo dpkg -i *.deb  ENTER 
sudo apt-get -f install  ENTER 

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise por "synfigstudio". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
A interface do programa:
Synfig Studio no MS Windows XP (1024x768):
Formatos de renderização suportados
disponível para:
sob a GNU General Public License version 2 (GPL v2)
página do projeto: synfig.org

É isso.
Continua »

Cartão de Visita - Salão de Beleza [link corrigido]

8 comentários
São 8 templates de cartões de visita para salão de beleza e manicure. Os Arquivos estão separados por camadas e são totalmente editáveis. São modelos simples, mas muito bem elaborados. Aproveite e baixe o pacotão de fontes aqui do blog para obter a mesma aparência das miniaturas. Dentro do pacote ZIP tem o link e a dica de como instalar as fontes no Debian e derivados.

(4 modelos, XCF, 3.9 Mb, editáveis)

(4 modelos, XCF, 3.5 Mb, editáveis)

Se você usa GNU/Linux pode instalar o pacote de 465 fontes livres disponibilizada nos repositórios.

Bom trabalho!
Continua »

Informação pode ser transferida acima da velocidade da luz

0 comentários
Limite de velocidade universal: Consulte qualquer professor de física, ou qualquer livro texto da matéria, e você será informado de que nada pode superar a velocidade da luz e, por decorrência, nenhuma informação pode ser transferida mais rapidamente do que a velocidade da luz. Este conceito tremeu nas bases - mas não caiu - quando começaram os experimentos com a "ação fantasmagórica à distância" e com o teletransporte quântico.
O esquema pioneiro idealizado por Hatim Salih
permitiu a idealização do experimento para troca de
informações à distância sem transporte de partículas.
[Imagem: Hatim Salih - 10.1103/PhysRevLett.110.170502]
No caso da "ação fantasmagórica à distância" - baseada no fenômeno do entrelaçamento ou emaranhamento - as partículas entrelaçadas influenciam-se mutuamente mesmo que estejam em extremos opostos da galáxia. Ao que parece, isto ocorre instantaneamente - o que é mais rápido do que a velocidade da luz - mas ninguém sabe exatamente como, e os físicos ainda não concordam que haja uma troca efetiva de informações por meios puramente quânticos.

O teletransporte quântico, pelo menos nos experimentos realizados até agora, ainda não passou pelo chamado "teste de Bell incontestável" (loophole-free Bell test), o que poderia comprovar a existência de influências "escondidas" além do espaço-tempo, eliminando o limite de velocidade universal - a velocidade da luz.

Em termos práticos, os experimentos não conseguem dar uma palavra final sobre o assunto porque eles geralmente dependem do transporte clássico de partículas, normalmente fótons viajando ao longo de fibras ópticas. Mas tudo isto pode estar mudando.

Troca de informações fantasmagórica
Esquema da geração de um estado entrelaçado não local,
sem troca de partículas, que poderá ser usado em futuras
arquiteturas de computação quântica.
[Imagem: Qi Guo et al. - 10.1038/srep08416]
Em 2013, Hatim Salih, do Centro Nacional de Física e Matemática da Arábia Saudita, desafiou essa noção em um artigo publicado na principal revista de física do mundo, mostrando que a informação pode de fato ser transferida entre dois pontos sem que qualquer partícula viaje entre eles.

Isto é possível graças a um fenômeno chamado "efeito Zeno quântico encadeado", no qual uma série de medições encadeadas garante que "nunca" haverá decoerência do estado quântico das partículas entrelaçadas - em outras palavras, que as duas partículas "gêmeas" nunca perderão sua conexão íntima, que permite a tal ação fantasmagórica à distância, na qual tudo o que acontece a uma se refletirá imediatamente na outra.

Agora, Qi Guo e seus colegas do Instituto de Tecnologia Harbin, na China, apresentaram a proposta de um esquema experimental no qual a informação pode ser transferida efetivamente entre duas partículas distantes sem enviar qualquer partícula física entre elas e sem que ambas precisem estar inicialmente juntas para serem entrelaçadas.

A equipe demonstrou que é teoricamente possível fazer o entrelaçamento de dois qubits distantes - significando que o que acontecer a um instantaneamente afetará o outro - sem qualquer interação. Isto é diferente dos experimentos já realizados - nos quais as partículas são primeiramente entrelaçadas e então separadas - porque os qubits já estarão distantes um do outro quando forem entrelaçados.

Isto significa que um qubit poderá transferir informação para outro qubit desconhecido, de forma não-determinística, sem qualquer comunicação clássica e sem que eles tenham sido entrelaçados previamente.

Internet galáctica
Em tese, esse interferômetro poderia abarcar uma galáxia inteira,
permitindo a construção de uma internet galáctica.
[Imagem: Qi Guo et al. - 10.1038/srep08416]
Além de balançar toda a interpretação mais aceita da mecânica quântica - com chacoalhões espalhando-se como ondas por toda a física - o experimento proposto dá um novo alento à computação quântica porque demonstra ser possível trocar informações entre qubits distantes.

E os experimentos com teletransporte quântico poderão ter um novo impulso, eventualmente permitindo refazer os cálculos sobre quanto tempo levaria para teletransportar um ser humano.

"Teoricamente é possível construir uma internet galáctica ou intergaláctica usando este esquema, que irá exigir um interferômetro de braço longo intra- ou inter-galáctico e um objeto quântico com tempo de coerência muito longo. Obviamente, entretanto, atualmente é impraticável construir um interferômetro de braço longo, e não existe nenhum estado quântico com um tempo de coerência tão longo," disse o professor Shou Zhang, coordenador da equipe.

Mas Zhang acredita que um experimento mais "terráqueo", para demonstração efetiva do esquema, pode ser possível com a tecnologia atual, utilizando um átomo individual natural e um átomo artificial, chamado átomo de Rydberg, um complexo ultrafrio constituído por um vapor metal-alcalino.

É justamente na sintetização desse átomo de Rydberg metal-alcalino que os experimentalistas vão trabalhar agora - afinal, quem não gostaria de ser o primeiro a demonstrar experimentalmente que "há mais coisas entre as partículas do que a nossa vã física consegue imaginar"?

Bibliografia:
Counterfactual quantum-information transfer without transmitting any physical particles
Qi Guo, Liu-Yong Cheng, Li Chen, Hong-Fu Wang, Shou Zhang
Nature Scientific Reports
Vol.: 5, Article number: 8416
DOI: 10.1038/srep08416

Protocol for direct counterfactual quantum communication
Hatim Salih, Zheng-Hong Li, M. Al-Amri, M. Suhail Zubairy
Physical Review Letters
Vol.: 110:170502
DOI: 10.1103/PhysRevLett.110.170502

via
Continua »

28 de março de 2015

Como instalar Jitsi 2.8 (VOIP e Mensageiro Instantâneo) no Debian e distribuições derivadas

0 comentários
Jitsi é um programa open souce e multiplataforma para chamadas telefônicas, vídeo conferência e mensagens instantâneas. Ele suporta alguns dos protocolos de mensagens e telefonia instantâneas mais populares, como SIP (Linphone, Ekiga, ...), Jabber / XMPP (Facebook e Google Talk), AIM, ICQ, MSN, Yahoo! Messenger. Tudo isso acontece através de criptografia forte para garantir a privacidade das suas conversas. Neste tutorial mostraremos como instalar a versão 2.8.x do Jitsi.

INSTALAÇÃO DO GDEBI
Para instalação rápida e modo gráfico, você pode utilizar o gdebi, um frontend para instalação de pacotes .deb. Se ainda não tiver instalado no seu sistema, basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
su -  ENTER 
apt-get install gdebi  ENTER 

OBTENDO E INSTALANDO O PROGRAMA
MODO GRÁFICO
0 - faça o download do programa para o Debian clique neste link. Outros sistemas operacionais e distribuições neste link;
1 - abra seu navegador de arquivos e navegue até à pasta do download;
2 - Clique com o botão direito do rato sobre o arquivo baixado. No menu que aparece clique em "Abrir com o instalador de pacotes gdebi". O programa irá checar as dependências e as condições do pacote;
3 - Clique em "Instalar pacote";
4 - Quando a instalação terminar, feche o gdebi.

MODO TEXTO
Para instalar em Debian e distribuições filhas, faça:
Para sistema de 32 bits
De 32 bits basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
cd /tmp  ENTER 
wget -c https://download.jitsi.org/jitsi/debian/jitsi_2.8.5426-1_i386.deb  ENTER 
sudo dpkg -i *.deb  ENTER 
sudo apt-get install -f  ENTER 

Para sistema de 64 bits
Para instalar em sistema de 64 bits basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
cd /tmp  ENTER 
wget -c https://download.jitsi.org/jitsi/debian/jitsi_2.8.5426-1_amd64.deb  ENTER 
sudo dpkg -i *.deb  ENTER 
sudo apt-get install -f  ENTER 

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise por "jitsi". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
 A interface do programa com contas já adicionadas:
 As opções do menu "Ferramentas":
disponível para:
sob a GNU Lesser General Public License
página do projeto: jitsi.org

É isso.
Continua »

Keepboard 4.4 - gerenciador de área de transferência multiplataforma

0 comentários
Keepboard é um gerenciador de clipboard multi-plataforma. Ele suporta o salvamento de itens em grupos e adiciona nomes para filtragem mais rápido para seleção do item deejado. Ele guardar não só itens de texto, como também imagem da área de transferência (até 10.000 por grupo). O programa é escrito em java, isso o torna multiplataforma. O programa é licenciado sob a GPLv3.

OBTENDO E INSTALANDO O PROGRAMA
Não há necessidade de rodar o programa como ROOT:
Modo Gráfico
0 - faça o download do programa neste link;
1 - abra seu navegador de arquivos e navegue até à pasta do download;
2 - Clique com o botão direito do rato sobre o arquivo baixado. No menu que aparece clique em "Extrair aqui";
3 - Na pasta descompactada, clique com o botão direito do rato sobre o arquivo "jar.jar". No menu que aparece clique em "Abrir com OpenJDK Java..." ou similar. O programa estará na bandeja do sistema.

Modo Texto
Para baixar e executar o programa via terminal, faça:
wget -c http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/keepboard/Keepboard_Linux_4.4.zip  ENTER 
cd Downloads/  ENTER 
unzip Keepboard_Linux_4.4.zip  ENTER 
java -jar jar.jar  ENTER 

A INTERFACE DO PROGRAMA
A interface do programa é simples e objetiva:
Você pode configurar os atalhos:
 O diálogo de preferências:
disponível para:
sob a Licença Pública Geral GNU Versão 3 (GPLv3)
página do projeto: sourceforge.net/projects/keepboard

É isso.
Continua »

27 de março de 2015

Como converter as páginas dos manuais (man pages) para arquivos PDF e TXT

0 comentários
Man pages (páginas do manual) são pequenos arquivos de ajuda que podem ser invocados pelo comando man a partir de linha de comando de sistemas baseados em Unix, como o Linux. Digita-se man NomeDoPrograma e logo é exibido no terminal o manual relativo. Para o usuário que precisa levar este manual em um pendrive para outro sistema ou até mesmo para tê-lo acessível de outra fonte, que não o terminal, basta basta adicionar a saída de impressão a um arquivo PDF ou TXT.

GERAR ARQUIVO PDF A PARTIR DA MAN PAGE
Para adicionar um manpage a um arquivo PDF basta executar o seguinte comando:
man -t convert | ps2pdf - manual_convert.pdf  ENTER 

Onde:
man -t => irá canalizá-lo para a impressora;
convert => o manual que desejo;
| => canalizar a saída das páginas para uma segunda chamada;
ps2pdf => o programa que irá realizar a conversão da saída para um arquivo pdf;
manual_convert.pdf => nome do arquivo que será criado.

GERAR ARQUIVO TXT A PARTIR DA MAN PAGE
Para adicionar um manpage a um arquivo TXT basta executar o seguinte comando:
man convert | col -b > nome_do_arquivo.txt  ENTER 

Onde:
man => exibe as páginas de manual;
convert => o manual que desejo;
| => canaliza a saída das páginas para uma segunda chamada;
col -b => formata a saída;
> => envia a saída para um arquivo;
nome_do_arquivo.txt = nome do arquivo de saída.

man epstopdf online
man col online

É isso.

fonte
Continua »

26 de março de 2015

Lista Completa [A-Z] com todas as distribuições GNU/Linux que oferecem LiveCD

0 comentários
Se você sempre teve a curiosidade de usar o Sistema Operacional GNU/Linux mas não quer arriscar em realizar modificações em seu disco rígido criando e formatando outras partições, saiba que há uma lista extensa de distribuições GNU/Linux em LiveCD, ou seja, que podem rodar diretamente do CD/DVD ou pendrive. Assim é possível testá-lo sem comprometer absolutamente em nada a instalação do seu sistema padrão.

Confira o link abaixo:
The LiveCD List

Caso queira testar a partir de um pendrive:
Linux USB Creator - teste distribuições Linux no Windows via pendrive
USBTransfer - criar pendrives inicializáveis a partir de ISO/CD/DVD
MultiBootUSB - crie pendrive inicializável
UNetbootin - crie um liveUSB da sua distribuição GNU/Linux
Live USB Install - crie um liveUSB de qualquer distribuição GNU/Linux

É isso.
Continua »

Pale Moon - navegador web com foco na eficiência, estabilidade e facilidade de uso

0 comentários
Pale Moon é um navegador web open source baseado no Firefox e que está disponível para GNU/Linux, Android e Microsoft Windows (versões para outros sistemas operacionais estão a caminho). O browser tem seu foco na eficiência e facilidade de uso. Pale Moon tem seu desenvolvimento independente da origem (firefox) com recursos e otimizações para maximizar a velocidade, estabilidade e experiência do usuário, mantendo a compatibilidade com milhares de extensões do Firefox.

Principais características:
- Otimizado para processadores modernos;
- Seguro: é uma ramificação do Firefox e atualizado regularmente;
- Apoiado por uma comunidade de programadores e usuários;
- Interface eficiente totalmente personalizável (sem Australis!);
- Maior estabilidade: bem menos falhas na navegação e do aplicativo;
- Suporte para centenas de extensões e temas do Firefox (add-ons);
- Suporte para extensões e temas exclusivos;
- Extenso e crescente suporte à HTML5 e CSS3;
- Muitas opções de personalização e configuração;
- Capaz de importar perfis do Firefox existentes através da ferramenta de migração.

OBTENDO E EXECUTANDO O PROGRAMA
Modo Gráfico
0 - faça o download do programa neste link;
1 - abra seu navegador de arquivos e navegue até à pasta do download;
2 - Clique com o botão direito do rato sobre o arquivo baixado. No menu que aparece clique em "Extrair aqui";
3 - Na pasta descompactada, faça clique-duplo sobre o arquivo "palemoon".

Modo Texto
Em sistema de 32 bits basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
wget -c http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/pm4linux/25.3.1/palemoon-25.3.1.en-US.linux-i686.tar.bz2  ENTER 
tar -jxvf palemoon-25.3.1.en-US.linux-i686.tar.bz2  ENTER 
cd palemoon/  ENTER 
./palemoon  ENTER 

Para instalar em sistema de 64 bits, faça:
wget -c http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/pm4linux/25.3.1/palemoon-25.3.1.en-US.linux-x86_64.tar.bz2  ENTER 
tar -jxvf palemoon-25.3.1.en-US.linux-x86_64.tar.bz2  ENTER 
cd palemoon/  ENTER 
./palemoon  ENTER 


A interface do programa:
disponível para:
sob a Mozilla Public License 2.0 (MPL 2.0)
página do projeto: palemoon.org

É isso.

vi no sourceforge.net
Continua »

25 de março de 2015

Carros ganham tecnologia da informação de código livre

0 comentários
Com toda a eletrônica embarcada, os carros já viraram verdadeiros computadores ambulantes. O problema é que está cada vez mais difícil integrar todos esses sistemas de processamento - alguns carros mais modernos já possuem até 80 sistemas eletrônicos diferentes.

Uma das maiores preocupações é a segurança, evitando que intrusos mal-intencionados possam ter acesso a sistemas que coloquem em risco a segurança dos passageiros e pedestres: o controle do motor e dos freios, por exemplo.

Para isso, engenheiros da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, criaram um novo sistema de "tecnologia da informação automotiva" de duas camadas que separa os sistemas que envolvem a segurança do veículo dos sistemas voltados ao conforto e diversão, incluindo o acesso à internet.

Barramento de Serviços Automotivos
A novidade é o isolamento da rede veicular tradicional, conhecida como barramento CAN (Controller Area Network), das demais funções eletrônicas. As chamadas "funções de conforto" foram todas migradas para uma nova rede, batizada de BSA - Barramento de Serviços Automotivos (ou ASB - Automotive Service Bus) - que roda em um computador com acesso à internet ou redes externas.

O Barramento de Serviços Automotivos funciona como um canal de mensagens. Todos os componentes podem enviar e receber mensagens através deste canal, mas os sistemas essenciais para a segurança dos veículos só podem ser acessados no modo de leitura.

Apenas em situações claramente predefinidas, para executar funções programadas diretamente na ROM (memória somente para leitura) dos computadores internos, é que o barramento permite o acesso para controle. O objetivo é dar espaço para aplicações futuras, como os carros sem motoristas ou a interação com outros veículos para evitar acidentes.

"Exatamente como os aplicativos em um telefone celular, os componentes [de software] podem ser atualizados, adicionados ou apagados sem necessidade de visitar uma oficina," disse o engenheiro Michael Schermann, coordenador da equipe.

Código livre
De acordo com Schermann, o sistema já recebeu certificação das autoridades alemãs em testes reais em ruas e rodovias, e o Barramento de Serviços Automotivos deverá agora ser disponibilizado na forma de software livre, de código aberto.

O sistema é escrito em Java e a plataforma de hardware usada é a PandaBoard, fabricada pela Texas Instruments.

via
Continua »

Linphone 3.8 disponível - aplicativo para Voz sobre IP, mensagens instantâneas e videoconferência

0 comentários
Linphone, aplicativo VoIP open source disponível para PCs rodando GNU/Linux , MS Windows, Mac OS X, telefones móveis com BlackBerry OS , Android ou iOS, acaba de disponibilizar sua versão 3.8.0. O programa utiliza o Session Initiation Protocol (SIP) para a comunicação e é licenciado sob a GNU General Public License (GPL). Linphone usa GTK + para construir sua interface. É compatível com telefonia por meio de um provedor de serviços de telefonia via Internet (ITSP). O programa está disponível nos repositórios do Debian e derivados.
Linphone no Android
Linphone.org está hospedando um serviço SIP gratuito que permite aos usuários fazer chamadas de áudio ou vídeo usando endereços SIP sob o domínio sip.linphone.org. Você pode criar seu próprio endereço SIP como "seunome@sip.linphone.org" usando o formulário disponível no site do desenvolvedor, a partir daí você pode conversar com seus amigos usando o endereço SIP. O mesmo sistema de funcionamento do Ekiga.

INSTALAÇÃO MODO GRÁFICO
Para instalar o programa no Modo Gráfico, faça:
No Debian
Para instalar o programa no Debian, faça:
1 - Abra o Adicionar/Remover Programas ();
2 - No Adicionar/Remover Programas, no campo de pesquisa () busque por "linphone";
3 - Marque os campos relativos para incluí-los no processo de instalação ();
4 - Clique no botão "Aplicar" () para iniciar o processo. A senha de administrador será solicitada, digite-a e clique no botão "Autenticar" () para prosseguir;
5 - Quando o processo de instalação for concluído, feche o Gerenciador de Pacotes.

No Ubuntu
Para instalar o programa no modo gráfico no Ubuntu, faça:
1 - Abra a Central de Programas do Ubuntu ();
2 - Na Central de Programas, no campo de pesquisa () pesquise por "linphone";
3 - Faça clique-simples sobre o resultado para visualizar mais opções ();
4 - Clique no botão "Instalar" () para iniciar o processo. A senha de administrador será solicitada (), digite-a e clique no botão "Autenticar" para prosseguir;
5 - Isto pode demorar um pouco. Aguarde... ();
6 - Quando o processo de instalação for concluído, feche a Central de Programas.

INSTALAÇÃO MODO TEXTO
Para instalar no Debian e distribuições derivadas basta abrir um terminal e correr o seguinte comando (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
su -  ENTER 
apt-get install linphone  ENTER 

Ou faça o download da versão 3.8.0 neste link.

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise por "linphone". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
A interface do programa:
disponível para:
sob a licença: GNU General Public License version 2 (GPL v2)
página do projeto: linphone.org

É isso.
Continua »
 

Copyright © TutorFree Design by Free CSS Templates | Blogger Theme by BTDesigner | Powered by Blogger