1 de setembro de 2014

Separar Caracteres no LibreOffice Calc

0 comentários

Para separar caracteres (letras...) de uma palavra ou frase que está em uma célula de uma planilha, siga estes passos simples:


  • Crie uma planilha no LibreOffice Calc, e escolha uma célula para escrever a palavra/frase para separar os caracteres (por exemplo a célula A1)
  • Agora Vá na célula onde você quer que comece a separar os caracteres (os próximos caracteres seguirão as colunas seguintes da mesma linha). Podemos escolher a célula C1.
  • Em C1 escreva a fórmula:
    =EXT.TEXTO($A1;COLUNAS($C1:C1);1)
  • Agora coloque o mouse  no canto inferior direito da célula C1, onde o cursor se transformará em uma cruz branca. Clique, segure e arraste, pela linha A, por várias células/colunas (mais que o nº de letras da palavra em A1. As células extras  não exibirão texto).

E quando Você editar o texto de A1, nas outras células será separado esse texto, ou frase.


___________________________________________________

Entendendo a fórmula:

=EXT.TEXTO($A1;COLUNAS($C1:C1);1)
A função EXT.TEXTO Retorna uma sequência parcial de caracteres de um certo texto, e tem a seguinte sintaxe =EXT.TEXTO(texto, início, número_de_caracteres)

texto:

É o texto (ou a célula onde está o texto) que separaremos/extrairemos os caracteres.

início:


É de qual caractere começamos a extrair o texto (exemplo: 1º, 2º, 3º caracter...)
No nosso caso a fórmula  COLUNAS($C1:D1) nos retorna quantas colunas há entre C1 e D1 = 2 colunas (C1 é a 1ª coluna que usaremos para separar, e onde ficará o 1º caractere. Já D1 é a 2ª, onde ficará o 1º caractere.

Nº de caracteres:


Nº de caracteres que a fórmula nos retornará, naquela célula. No nosso caso 1 caractere

Mas poderia ser mais, como por exemplo 2, que nos retornaria 2 caracteres (Tu)


Faça download do arquivo de exemplo


___________________________________________________
OBS: No vídeo, as fórmulas estão em inglês, e as citadas aqui foram traduzidas para o português.

___________________________________________________

Fontes:

  • Assistente de funções do LibreOffice Calc.

Continua »

31 de agosto de 2014

gCDEmu - applet emulador de unidade de disco óptico

0 comentários
CDEmu é um software que emula a unidade de disco óptico (CD & DVD) para sistema GNU/Linux. A aplicação principal é baseado na linha de comando, mas existe uma GUI (gCDEmu) que oferece o acesso através de uma interface gráfica fornecida através de seu próprio indicador de aplicação. Ele tem a capacidade de montar diversos formatos de imagem de disco popular (iso, Alcohol 120% .mdx / .MDS, PowerISO .daa, .img da Apple, formato .nrg do Nero e etc), suporte a adição/remoção de vários dispositivos ópticos virtuais (incluindo a alteração da identificação do fornecedor, identificação do produto ...), taxa de transferência e emulação "sector Bad" (desativado por padrão).

ADICIONANDO O PPA E INSTALANDO O PROGRAMA
Para instalar no Ubuntu e distribuições derivadas basta abrir um terminal (CTRL+ALT+T) e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
PPA de terceiros... adicione por sua conta e risco!
sudo apt-add-repository ppa:cdemu/ppa  ENTER 
sudo apt-get update  ENTER 
sudo apt-get install gcdemu  ENTER 

Ou faça o download neste link.

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise por "gcdemu". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
A interface do programa:

disponível para:
sob a licença: GNU GPL V3
página do projeto: cdemu.sourceforge.net

É isso.
Continua »

Linux iptables Pocket Reference - Firewalls, NAT & Accounting

0 comentários
Firewalls, Network Address Translation (NAT), login e contas de rede são todos fornecidos pelo sistema Netfilter do Linux, também conhecido pelo nome do comando utilizado para administrá-lo, iptables. A interface iptables é a mais sofisticada já oferecida e torna o Linux um sistema extremamente flexível para qualquer tipo de rede de filtragem. Este livro irá ajudá-lo naqueles momentos críticos quando alguém lhe pede para abrir ou fechar uma porta com pressa, seja para permitir algum tráfego importante ou para bloquear um ataque.


Publisher:    O'Reilly Media
By:                Gregor N. Purdy
ISBN:             978-0-596-00569-6
Year:             2004
Pages:           96
Language:    English
File size:       1.44 MB
File format:  PDF

Bom estudo!

fonte
Continua »

PiCore 5.3 - um sistema operacional GNU/Linux de 25MB para o Raspberry Pi

0 comentários
O Raspberry Pi é um computador minúsculo. Tiny Core GNU/Linux é um pequeno sistema operacional projetado para oferecer o mínimo que você precisa para começar a trabalhar, enquanto ocupando o mínimo de espaço possível em disco. Neste ano os desenvolvedores do Tiny Core lançaram uma versão do seu sistema operacional chamado PiCore que é projetado para rodar no Raspberry Pi. Esta semana foi lançado o PiCore 5.3, com um kernel atualizado, recente firmware Raspberry Pi, entre outras melhorias. A ISO tem apenas 24.7MB.


Origem: USA
Baseado em: Independente (surgiu da ramificação do Damn Small)
Architetra: armhf, i486
Desktop: Fluxbox, flwm, Hackedbox, IceWM, JWM, Openbox
Estado: Ativa
Popularidade: 33º no DistroWatch

tinycorelinux.net

É isso.

fonte
Continua »

FSlint - remova arquivos duplicados, diretórios vazios, links simbólicos e etc

0 comentários
FSlint (File System Lint) é um software de limpeza do sistema de arquivos que localiza e remove arquivos duplicados e uma série de outras funções, como encontrar diretórios vazios, links simbólicos ruins, arquivos com falta IDs de usuário e etc. FSlint é muito fácil de usar. Basta apontar o diretório ou diretórios de pesquisa, clique em Localizar e deixá-lo trabalhar. O programa está nos repositórios do Debian e distros derivadas (Ubuntu e etc).

INSTALAÇÃO MODO GRÁFICO
O programa está nos repositórios oficiais do Debian e distribuições derivadas, portanto para instalar basta (digite a senha de administrador quando for solicitado):
0 - abra o GPK-Application (Adicionar/remover programas);
1 - no campo de pesquisa digite "fslint";
2 - clique no botão "Localizar";
3 - marque o campo (checkbox) do resultado encontrado;
4 - clique no botão "Aplicar" para iniciar o processo de instalação.
Instalação Modo Texto
Para instalar basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
su -  ENTER 
apt-get install fslint  ENTER 

Ou faça o download neste link.

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído pesquise por "fslint". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
A interface do programa:

disponível para:
sob a GNU General Public License version 2 (GPL v2)
página do projeto: pixelbeat.org

É isso.
Continua »

30 de agosto de 2014

Como instalar BRL-CAD 7.24.2 [modelagem e geometria construtiva de sistema CAD] no Debian e distros derivadas

0 comentários
BRL-CAD é um poderoso software multi-plataforma e open source sistema tri-service solid modeling CAD que inclui edição de geometria interativa (semelhanças com o AutoCAD) de alta performance ray-tracing para processamento e análise geométrica, imagem e  ferramentas para processamento de sinais, um sistema de desempenho conjunto de análise benchmark, bibliotecas para representação geométrica robusta com mais de 20 anos de desenvolvimento ativo.
Por mais de 20 anos, o BRL-CAD foi a ferramenta primária para tri-service solid modeling CAD utilizada pelos militares dos EUA para modelar sistemas de armas. Tri-service solid modeling CAD é freqüentemente usada em uma ampla gama de aplicações militares, acadêmicas e industriais, incluindo no projeto e análise de veículos, peças mecânicas e arquitetura. O pacote também tem sido usado no planejamento da dose de radiação, visualização médica, educação computacional gráfica, conceitos CSG, entre outros fins.

OBTENDO E INSTALANDO O PROGRAMA
Pacotes de terceiros... instale por sua conta e risco!
Instalação Modo Gráfico
0 - faça o download do programa neste link de acordo com a sua arquitetura (32 ou 64 bits);
1 - abra seu navegador de arquivos e navegue até à pasta do download;
2 - Clique com o botão direito do rato sobre o arquivo baixado. No menu que aparece clique em "Abrir com a Central de Programas do Ubuntu". Aguarde...;
3 - Quando a Central de Programas estiver completamente carregada, clique no botăo "Instalar". Aguarde...;
4 - Quando a instalação terminar, feche a Central de Programas.

Instalação Modo Texto
Para instalar em sistema 32 bits basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
cd /tmp  ENTER 
wget -c ufpr.dl.sourceforge.net/project/brlcad/BRL-CAD%20for%20Linux/7.24.2/brlcad_7.24.2-0_i386.deb  ENTER 
sudo dpkg -i *.deb  ENTER 

Para sistema 64 bits, faça:
cd /tmp  ENTER 
wget -c ufpr.dl.sourceforge.net/project/brlcad/BRL-CAD%20for%20Linux/7.24.2/brlcad_7.24.2-0_amd64.deb  ENTER 
sudo dpkg -i *.deb  ENTER 

EXECUTANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído pesquise por "archer". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
A interface do programa:
É possível desenvolver projetos de qualquer natureza:

disponível para:
sob a GNU General Public License version 2 (GPL v2)
página do projeto: brlcad.org

É isso.
Continua »

Até quando os computadores ficarão menores e mais potentes?

0 comentários
Será que alcançamos realmente os limites da atual tecnologia da computação?
Em um artigo de revisão publicado na revista Nature, Igor Markov, da Universidade de Michigan, avalia os fatores limitantes no desenvolvimento de sistemas computacionais na tentativa de determinar o que é possível fazer, identificar limites "não tão limitadores" e oportunidades viáveis para avanços através do uso de tecnologias emergentes. O artigo resume e analisa as limitações nas áreas de fabricação e engenharia, design e validação, energia e calor, tempo e espaço, bem como na complexidade computacional.

"Dada a riqueza de conhecimento sobre os limites da computação, e as complicadas relações entre esses limites, é importante avaliar tanto as tecnologias dominantes quanto as emergentes em relação a esses limites," diz Markov. Os limites relativos aos materiais e aos processos de fabricação são imediatamente perceptíveis.
Com a miniaturização, o que era um material sólido
aparentemente uniforme torna-se uma rede de átomos
cujo comportamento é governado pela mecânica quântica
Em uma camada de material de dez átomos de espessura, a falta de um único átomo devido à imprecisão de fabricação muda os parâmetros elétricos em 10% ou mais. Projetos miniaturizados a esta escala levam inevitavelmente a limites associados com a física quântica. Os limites relacionados com a engenharia são dependentes de decisões de design, habilidades técnicas e da capacidade de validar esses projetos.

Embora muito reais, esses limites são difíceis de quantificar. No entanto, uma vez que as premissas de um limite são compreendidas, os obstáculos à melhoria podem potencialmente ser eliminados. Um avanço desse tipo tem sido feito escrevendo softwares para automaticamente encontrar, diagnosticar e corrigir erros nos projetos de hardware.

Os limites relacionados à energia e à potência têm sido estudados por muitos anos, mas só recentemente projetistas de chips encontraram maneiras de melhorar o consumo de energia dos processadores, desligando temporariamente partes do chip.
Pode não parecer, mas este é o mapa de um circuito integrado, com diferentes módulos mostrados em cores diferentes. Algoritmos especiais otimizam tanto os locais quanto as formas dos módulos - alguns módulos próximos podem ser mesclados para reduzir o comprimento dos fios de ligação. [Imagem: Jin Hu/Myung-Chul Kim/Igor L. Markov (Universidade de Michigan)]
Há muitos outros truques inteligentes para economizar energia durante o processamento. Mas, a longo prazo, os chips de silício não vão manter o ritmo de melhoria sem mudanças radicais. A física atômica - atomotrônica - sugere possibilidades intrigantes, mas elas estão muito além das capacidades de engenharia modernas. Os limites relativos ao tempo e ao espaço podem ser sentidos na prática.

A velocidade da luz, embora seja um número muito grande, limita a velocidade com que os dados podem trafegar. Viajando através de fios de cobre e transistores de silício, um sinal não pode mais atravessar um chip atual em um ciclo de clock.

Uma fórmula que estabelece limites à computação paralela em termos de tamanho dos componentes, velocidade de comunicação e número de dimensões disponíveis já é conhecida há mais de 20 anos, mas só recentemente ela tornou-se importante, agora que os transistores são mais rápidos do que as interconexões.

Esta é a razão pela qual alternativas aos fios convencionais estão sendo desenvolvidas; enquanto isso, pode-se usar a otimização matemática para reduzir o comprimento dos fios por meio do rearranjo dos transistores e outros componentes.

Vários limites fundamentais relacionados à complexidade computacional têm sido atingidos pelos computadores modernos. Acredita-se que algumas categorias de tarefas computacionais são tão difíceis de resolver que nenhuma tecnologia proposta, nem mesmo a computação quântica, promete oferecer vantagens consistentes.

Quando um limite específico é abordado e obstrui o progresso, a compreensão dos pressupostos adotados é fundamental para contornar o problema. A miniaturização dos chips vai continuar nos próximos anos, mas cada passo adiante irá se deparar com obstáculos sérios, alguns muito difíceis de contornar. Mas estudar cada tarefa individualmente muitas vezes ajuda a reformulá-la para uma computação mais eficiente, recomenda Markov.
A imagem à direita mostra a localização física de um grande circuito integrado,com portas lógicas em azul e espaçadores em vermelho. O mapa de calor à esquerda mostra o congestionamento da fiação, um dos maiores limites físicos à computação. [Imagem: Jin Hu/Myung-Chul Kim/Igor L. Markov (University of Michigan)]
Novas tecnologias, novos limites
E quanto às tecnologias inovadoras?

Novas técnicas e novos materiais podem ser úteis de várias maneiras e podem potencialmente virar o jogo com respeito aos limites tradicionais. Por exemplo, os transistores de nanotubos de carbono oferecem melhor desempenho e podem potencialmente reduzir o retardo, diminuir o consumo de energia e diminuir as dimensões de todo o circuito.

Por outro lado, limites fundamentais - às vezes não previstos inicialmente - tendem a obstruir tecnologias novas e emergentes, de forma que é importante compreendê-los antes de prometer uma nova revolução em potência, desempenho e outros fatores.

"Entender esses limites importantes irá nos ajudar a apostar nas novas técnicas e tecnologias certas," conclui Markov.

Bibliografia:
Limits on fundamental limits to computation
Igor L. Markov
Nature
Vol.: 512, 147-154
DOI: 10.1038/nature13570

via inovacaotecnologica
Continua »

29 de agosto de 2014

Argo UML - ferramenta de modelagem UML open source

0 comentários
ArgoUML é a ferramenta de modelagem UML open source que inclui suporte para todos os diagramas padronizados da UML 1.4. Suporta os diagramas de classe, estado, casos de uso, atividade, colaboração, implantação e sequência. XMI é um formato baseado em XML para troca entre as ferramentas UML. ArgoUML usa esse mecanismo de economia como padrão para o intercâmbio com outras ferramentas para que os padrões sejam garantidos. Além disso, a exportação do modelo para XMI é possível.

OBTENDO E EXECUTANDO O PROGRAMA
0 - baixe o programa neste link (16,5 MB);
1 - descompacte o arquivo baixado;
2 - você pode executar o programa clicando diretamente no arquivo argouml.jar.

PARA INSTALAR O PROGRAMA
0 - baixe o programa neste link (16,5 MB);
1 - descompacte o arquivo baixado;
2 - dê permissão de execução ao arquivo argouml.sh e execute-o.


A interface do programa:

disponível para:
sob a licença: Eclipse Public License (EPL) 1.0
página do projeto: argouml.tigris.org

É isso.
Continua »

Renderizador NOX agora é software de código aberto!

0 comentários
NOX Renderer é agora software de código aberto! Após anos de desenvolvimento, seus desenvolvedores e proprietários decidiram dar NOX para a comunidade. NOX é um renderizador baseado em física real, totalmente integrado com o Blender e 3ds Max (e com o apoio C4D) agora é Open Source liberado sob a licença Apache - livre para uso comercial e modificações.

Vídeo de trabalho derivado:

Você pode melhorar de forma livre e modificar este mecanismo de renderização, integrá-lo com qualquer software 3d, escrever plugins para NOX, usá-lo em seus trabalhos comerciais e / ou vendê-lo. As possibilidades são infinitas e dependem apenas de você.
Principais características do NOX:
+ motor baseado em física real;
+ post procesing reforçado;
+ renderização em camadas;
+ DOF verdadeiro e falso;
+ instanciação e deslocamento;
+ espalhamento em subsuperfície e etc.

sob a licença: Apache License 2.0
página do projeto: evermotion.org/nox
Continua »

Point Linux 2.3.1 - o poder do Debian GNU/Linux com a produtividade do MATE

0 comentários
O Point Linux é uma distribuição GNU/Linux que tem como objetivo combinar o poder do Debian GNU/Linux com a produtividade do MATE, um ambiente de trabalho bifurcado do Gnome 2. O Point Linux oferece uma distribuição fácil de configurar e fácil de usar para utilizadores que estão procurando um rápido, estável e previsível ambiente de trabalho.
Debian desvendado
Point Linux é uma distribuição GNU/Linux baseado e totalmente compatível com o Debian, que é conhecido pela sua estabilidade. O Point Linux otimiza-o para o uso de desktop oferecendo recursos que fazem a vida do utilizador mais fácil, como o sudo ativado por padrão, repositórios de plugins e codecs non-free já habilitados e um maior suporte de hardware. O Point Linux também localiza os pacotes de idioma durante a instalação, dando a você o desktop no teu idioma nativo.

Aspecto e sentimento tradicional
O Point Linux usa o ambiente de trabalho MATE, tentando imitar completamente o aspeto do Gnome 2 para oferecer a você um ambiente de trabalho confortável para os utilizadores de GNU/Linux para escolas e empresas, migrando para a plataforma moderna do Debian. O Point Linux vem com um grupo de ferramentas e aplicativos cuidadosamente escolhido.

Mozilla powered
O Point Linux vem com o explorador de internet Mozilla Firefox e o cliente de email Mozilla Thunderbird, trazendo estes dois aplicativos populares para o teu desktop Debian. O Point Linux usa o mecanismo de pesquisa DuckDuckGo, que não rastreia os teus resultados de pesquisa. Mas você pode instalar facilmente o Google Chrome ou o Opera (proprietário) que estão disponíveis à distância de um clique nos repositórios de softwares não livres.


PointLinux me surpreendeu até na máquina virtual configurada com 1280 de RAM, rodando suave executando vários aplicativos ao mesmo tempo. Flash e codecs podem ser instalados através dos repositórios que já vem adicionados, bastando apenas ativá-los. Me parece um projeto bem estruturado que vale à pena testar.

pointlinux.org
Continua »
 

Copyright © TutorFree Design by Free CSS Templates | Blogger Theme by BTDesigner | Powered by Blogger