22 de abril de 2014

Tails 0.23 disponível - o sistema operacional usado por Edward Snowden para driblar a NSA

0 comentários
Após delatar os crimes da NSA, o ex-funcionário da CIA, Edward Snowden insistiu em usar um software de criptografia de e-mail chamado PGP para todas as comunicações. Mas este mês, descobrimos que Snowden estaria usando também outra tecnologia para manter suas comunicações fora dos olhos curiosos da NSA. É chamado de Tails, uma distribuição GNU/Linux.

Tails é uma espécie de computador-in-a-box. Você pode instalar em um DVD ou drive USB e inicializa-lo em um computador a partir da unidade USB, e voilà, você está muito perto de anônimo na internet. Na sua essência, Tails é uma versão do sistema operacional GNU/Linux otimizado para o anonimato. Ele vem com várias ferramentas de privacidade e criptografia, mais notavelmente usa o Tor, um aplicativo que torna anônima tráfego de internet de um usuário, encaminhando-o através de uma rede de computadores geridos por voluntários ao redor do mundo.


Ao dar boot pelo CD/ pendrive você verá a seguinte tela:
A tela do Tails com navegador TOR e telcado virtual:

Use em qualquer lugar sem deixar rastros
O uso do Tails em um computador não altera e nem depende do sistema operacional atualmente instalado. Assim, você pode usá-lo da mesma maneira no seu computador, no de um/a amigo/a ou no de uma biblioteca. Após remover o DVD ou memória USB com Tails, o computador pode ser reiniciado normalmente com o sistema operacional instalado.

Tails está configurado com especial cuidado para não usar o disco rígido do computador, mesmo que haja um espaço swap (área de troca) nele. O único espaço de armazenamento usado pelo Tails é a memória RAM, a qual é automaticamente apagada quando o computador é desligado. Desse modo você não deixa rastros no sistema do Tails em nem no computador. É por isso que o chamamos de "amnésico".

Isso permite que você trabalhe em documentos sensíveis em qualquer computador e te protege de tentativas de recuperação de dados após o desligamento. É claro que você pode explicitamente salvar documentos em outros dispositivos USB ou no disco rígido para usá-los futuramente.

Ferramentas criptográficas de alto nível
Tails contém ainda uma seleção de ferramentas para proteger seus dados usando criptografia forte:
- Criptografe sua memória USB ou disco rígido externo usando LUKS, a ferramenta padrão do Linux para criptografia de disco;
- Criptografa automaticamente com HTTPS todas as suas conexões com um grande número de sítios web usando HTTPS Everywhere, um complemento de Firefox desenvolvido pela Electronic Frontier Foundation;
- Criptografa e assina seus emails e documentos, usando o padrão de facto OpenPGP tanto a partir do cliente de emails do Tails quanto do navegador de arquivos;
- Protege suas conversações em comunicadores instantâneos usando OTR (Off-the-Record Messaging, apenas em inglês), uma ferramenta criptográfica para cifrar, autenticar e permitir negação plausível;
- Apagamento seguro dos seus arquivos e limpeza segura do seu espaço livre usando Nautilus Wipe.

sob a licença: Licença Publica Geral GNU (GPL)
página do projeto: tails.boum.org

É isso.

fontes:
tails.boum.org/index.pt
wired.com/2014/04/tails
Continua »

Ebook: The Linux Programming Interface

0 comentários
A Interface de Programação Linux (TLPI) é o guia definitivo para a interface de programação Linux e UNIX - Para você entender as interfaces que rodam em um sistema Linux / UNIX. Neste trabalho, o especialista em programação Linux Michael Kerrisk fornece descrições detalhadas das chamadas de sistema e funções de biblioteca que você precisa conhecer a fim de dominar o ofício de programação do sistema. Acompanhe suas explicações com exemplos de programas claros e completos.


Editora: No Starch Press
Por: Michael Kerrisk
ISBN: 978-1-59327-220-3
Ano: 2010
Páginas: 1552
Linguagem: English
Tamanho: 7.3 MB
Formato: PDF

Bom estudo!

fonte
Continua »

Como instalar QuiterRSS 0.15.4 no Ubuntu 14.04 e distribuições derivadas

0 comentários
QuiteRSS é um novo projeto que visa proporcionar um leitor de feeds de código aberto completo com suporte para a área de trabalho dos principais ambientes de sistemas operacionais GNU/Linux, Windows e MAC. As características especiais do QuiteRSS é o QT GUI totalmente personalizável com suporte para importar listas OPML, capacidade de ler a notícia na íntegra graças ao built-in browser. Já está disponível a nova versão 0.15.4 que introduz várias correções que irá torná-lo mais estável e mais rápido.

versão de Desenvolvimento
Para instalar no Ubuntu 14.04 / 13.10 / 12.10 / 12.04 e distribuições derivadas que usam versões equivalentes basta abrir um terminal (CTRL+ALT+T) e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
PPA de terceiros... adicione por sua conta e risco!
sudo add-apt-repository ppa:quiterss/quiterss.dev  ENTER 
sudo apt-get update  ENTER 
sudo apt-get install quiterss  ENTER 

Ou faça o download neste link.

Utilizando o QuiterRSS
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise no Dash por "quiterss". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
A interface do programa:
Para adicionar uma RSS basta clicar no botão "Adicionar" e digitar/colar o endereço respectivo e confirmar. O programa irá localizar e adicionar as notícias:

disponível para:
sob a licença: Licença Pública Geral GNU (GPL v3)
página do projeto: code.google.com/p/quite-rss

É isso.

fonte
Continua »

Defeitos em chip fotônico abrem caminho para internet quântica

0 comentários
Imperfeição desejada: Pesquisadores ao redor do mundo estão trabalhando para desenvolver chips ópticos, o que exige que a luz seja controlada por nanoestruturas do tamanho dos transistores atuais. Essas nanoestruturas serão utilizadas para guiar os fótons, em vez de elétrons, substituindo a eletrônica pela fotônica.

Mas tem sido virtualmente impossível obter nanoestruturas fotônicas perfeitas - e as mínimas imperfeições mandam os fótons para onde eles não deveriam ir ou não reconhecem aqueles que deveriam ser recebidos.

Agora, pesquisadores alemães descobriram que nanoestruturas imperfeitas podem ser muito melhores, oferecendo funcionalidades inteiramente novas.

Eles descobriram que as nanoestruturas imperfeitas construídas pela tecnologia atual podem ser usadas para produzir nanolasers, a fonte de luz mais compacta e mais eficiente em termos de energia, o que a torna ideal para o interior de um chip fotônico.

Internet quântica
Quando um fóton atinge um buraco, ele é refletido e canalizado para um condutor de luz, um guia de ondas, uma espécie de "estrada para fótons", que é utilizada para orientar a luz dentro do cristal fotônico.

Devido às imperfeições dos buracos, a luz é jogada para trás e para frente no guia de ondas, intensificando-se e transformando-o em luz laser.

O resultado é um laser em escala nanométrica com enorme potencial de aplicações práticas, o que inclui processadores ultrarrápidos e com gasto mínimo de energia, além das tecnologias de criptografia e processamento quânticos.

"Nosso sonho final é construir uma 'internet quântica', onde as informações são codificadas em fótons individuais," explica Peter Lodahl, da Universidade de Copenhague.

Nanolaser
As estruturas atuais são fabricadas fazendo furos com um espaçamento de 380 nanômetros em uma pastilha semicondutora - normalmente arseneto de gálio (GaAs). Os furos funcionam como espelhos que refletem a luz e, assim, podem ser utilizados para controlar a propagação da luz no chip óptico.

O problema é que, na prática, é impossível evitar pequenas irregularidades durante a fabricação desses assim chamados cristais fotônicos, o que pode ser um grande problema, uma vez que o resultado é a perda de luz e, portanto, de dados.

"Acontece que os chips ópticos imperfeitos são extremamente bem adequados para a captura de luz. Quando a luz é enviada ao longo do chip imperfeito, ela vai bater nos muitos pequenos buracos irregulares, que refletem a luz em direções aleatórias. Devido às frequentes reflexões, a luz é capturada espontaneamente na nanoestrutura e não pode escapar," explica Lodahl.

"Isto permite que a luz seja amplificada, resultando em condições surpreendentemente boas para a criação de lasers altamente eficientes e compactos", completou ele.

Bibliografia:
Random nanolasing in the Anderson localized regime
J. Liu, P. D. Garcia, S. Ek, N. Gregersen, T. Suhr, M. Schubert, J. Mørk, S. Stobbe, P. Lodahl
Nature Nanotechnology
Vol.: Published online
DOI: 10.1038/nnano.2014.34

via inovacaotecnologica
Continua »

Como instalar My-Weather-Indicator 0.6.7 no Ubuntu 14.04

0 comentários
My-Weather-Indicator 0.6.7 adiciona novas funcionalidades e modos de exibição. característica desta nova versão é a possibilidade de ver a previsão do tempo na área de trabalho com 4 modos de exibição (medium, full, super e litle). Para quem ainda não conhece, My-Weather-Indicator para previsão do tempo direto no seu desktop. Um ferramenta disponível graças ao pessoal do atareao.

ADICIONANDO O PPA E INSTALANDO O PROGRAMA
Para instalar no Ubuntu 14.04 basta abrir um terminal (CTRL+ALT+T) e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
PPA de terceiros... adicione por sua conta e risco!
sudo add-apt-repository ppa:atareao/atareao  ENTER 
sudo apt-get update  ENTER 
sudo apt-get install my-weather-indicator  ENTER 

Ou faça o download neste link.

ACIONANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise no Dash por "my-weather". Clique no ícone correspondente para acioná-lo.

A primeira coisa a fazer é configurar sua localização:
O ícone fica disponível na bandeja do sistema:
Você receberá notificações conforme o tempo de configuração:
Um dos "Modos de exibição":
página do desenvolvedor

É isso.

fonte
Continua »

21 de abril de 2014

Três métodos para desativar a Conta Convidado no Ubuntu 14.04

0 comentários
Uma das coisas que me facina no sistema GNU/Linux é a possibilidade de se poder modificar/reescrever/personalizar qualquer setor do sistema, desde que você seja usuário ROOT (o todo poderoso). Você instalou seu Ubuntu 14.04, adicionou novos repositórios, instalou codecs e plugins para leitura dos mais diversos formatos de arquivos e outros ajustes. Mas ainda assim há itens que não agradam a todos, como é o caso da Sessão Convidado. Mostraremos nesta postagem como desabilitá-la de três maneiras distintas: uma no modo gráfico e as outras duas via terminal.

MÉTODO 1 - MODO GRÁFICO
Para desabilitar a Sessão Convidado graficamente basta instalar o Ubuntu Tweak 0.8.7 (ferramenta para personalização e gerenciamento do sistema). Portanto abra um terminal (CTRL+ALT+T) e corra os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
sudo add-apt-repository ppa:tualatrix/ppa  ENTER 
sudo apt-get update  ENTER 
sudo apt-get install ubuntu-tweak  ENTER 

Quando o processo de instalação for concluído, pesquise no Dash por "tweak". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
Clique na guia "Ajustes". Em seguida clique em "Configuração de login":
Clique em "Desbloquear". A senha de administrador será solicitada. Digite-a e tecle ENTER para prosseguir:
Agora é só clicar no botão "Conta de Convidado":
Feche o Ubuntu Tweak e reinicie o sistema.

MÉTODO 2 - VIA TERMINAL
Para desabilitar a Sessão Convidado (ou conta de convidado), abra um terminal (CTRL+ALT+T) e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
sudo sh -c 'printf "[SeatDefaults]\nallow-guest=false\n" >/usr/share/lightdm/lightdm.conf.d/50-no-guest.conf'  ENTER 

Feche o terminal e reinicie o sistema.

Caso queira restaurar a Conta de Convidado, faça no terminal:
sudo rm /usr/share/lightdm/lightdm.conf.d/50-no-guest.conf  ENTER 

MÉTODO 3 - VIA TERMINAL
Nesta opção vamos criar um arquivo de configuração que irá desabilitar a conta. Abra um terminal (CTRL+ALT+T) e correr o seguinte comando (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
sudo gedit /etc/lightdm/lightdm.conf  ENTER 

Cole as seguintes linhas:
[SeatDefaults]
greeter-session=unity-greeter
user-session=ubuntu
allow-guest=false

Salve e feche o arquivo. Feche o terminal e reinicie o sistema:
Espero ter ajudado.

referências:
http://askubuntu.com/questions/62564/how-do-i-disable-the-guest-session/62566#62566
http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=2205637
Continua »

ImageMagick - definindo a profundidade da imagem (DPI)

0 comentários
ImageMagick é uma suíte de softwares capaz de criar, editar, compor ou converter imagens bitmap. Pode ler e gravar imagens em uma variedade de mais de 100 formatos, incluindo DPX , EXR , GIF, JPEG, JPEG-2000, PDF, PhotoCD, PNG, Postscript, SVG, e TIFF. Use ImageMagick para redimensionar, girar, espelho, girar, distorcer, cisalhamento e transformar imagens, ajustar as cores da imagem, aplicar vários efeitos especiais, ou desenhar texto, linhas, polígonos, elipses e curvas Bézier.

ImageMagick funciona via linha de comando ou você pode usar os recursos de GUIs escritas na sua língua favorita, escolha entre estes para PHP (PHP), Imagick (PHP), PythonMagick (Python), RMagick (Ruby), ou TclMagick (Tcl / TK). Com uma interface de linguagem você pode usar o ImageMagick para modificar ou criar imagens dinamicamente e automagicamente.

PARA INSTALAR O IMAGEMAGICK
O programa está nos repositórios oficiais das principais distribuições GNU/Linux, portanto para instalar basta abrir um terminal e correr o seguinte comando (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
sudo apt-get install imagemagick  ENTER 

CONVERTENDO ARQUIVOS
Para converter JPG para PNG
Certo de que está na pasta que contém as imagens, corra o comando:
convert *.jpg saida.png  ENTER 

Para converter PNG para JPG
Certo de que está na pasta que contém as imagens, corra o comando:
convert *.png saida.jpg  ENTER 

Vale lembrar: o comando irá converter todas as imagens que estiverem na pasta para um arquivo de nome saida.pdf. Para cada imagem... uma página. Para converter para outros formatos basta digitar a extensão desejada no arquivo de saída.

Para converter PDF em IMAGEM
Para converter um documento pdf para jpg, png, etc, faça:
convert arquivo-original.pdf imagem.jpg  ENTER 

DEFININDO A DENSIDADE (DPI) DA IMAGEM
Agora, se deseja definir a resolução em DPI acrescente o parâmetro -density profundidadexprofundidade. Por exemplo, quero definir uma densidade de 300 dpi para a nova imagem, para isso basta correr o seguinte comando:

Para converter imagem em 300dpi:
convert -density 300x300 *.png saida.jpg  ENTER 

Para converter imagem em 1200dpi:
convert -density 1200x1200 *.png saida.jpg  ENTER 

Para definir qualquer outra densidade, basta modificar os valores do argumento.

disponível para: + IOS
sob a licença: GNU GPL (GPL)
página do projeto: imagemagick.org

Espero ter ajudado.
Continua »

Como instalar Tano 1.2.1 para transmissão de TV no Ubuntu 14.04

0 comentários
Tano é um ótimo aplicativo escrito em Qt que nos permite ver e gravar streaming de TV e rádio em sistemas GNU/Linux e Windows. Graças ao apoio do VLC permite-nos visualizar vários eventos transmitidos pelos canais. Gestão integrada em vários formatos como M3U e podemos adicionar, remover, gerenciar listas de reprodução, canais de TV e rádio. O programa já está disponível para o Ubuntu 14.04 Trusty Tahr via PPA dedicado.

ADICIONANDO O PPA E INSTALANDO O PROGRAMA
Para instalar no Ubuntu 14.04 e 12.04 e distribuições derivadas que utilizam versões equivalentes basta abrir um terminal (CTRL+ALT+T) e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
PPA de terceiros... adicione por sua conta e risco!
sudo add-apt-repository ppa:ntadej/tano-lts  ENTER 
sudo apt-get update  ENTER 
sudo apt-get install tano  ENTER 

Ou faça o download neste link.

ACIONANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise no Dash por "tano". Clique no ícone correspondente () para acioná-lo.

A interface do programa:

disponível para:
sob a licença: GNU General Public License version 3.0 (GPLv3)
página do projeto: sourceforge.net/projects/tano

É isso.
Continua »

Certificado Modelo Clássico (10)

0 comentários
Mais um modelo clássico de certificados em SVG editável (separados por camadas) para você personalizar e imprimir. É um modelo com um pouco mais de detalhes, por isso o arquivo um pouco maior que o de costume. Está configurado para folha A4, mas você tem a liberdade para modificar qualquer atributo, cor da borda, cor da fonte e etc. Junto com o arquivo ZIP tem o link para baixar o pacotão de fontes e um tutorial para instalar as 500 fontes em distros baseadas em Debian.

(1.9 MB | SVG | ZIP | Link direto)

Bom trabalho!
Continua »

Como instalar Torrent Search 0.11.2 no Ubuntu 14.04 e distribuições derivadas

0 comentários
Torrent Search é uma aplicação através da qual podemos procurar por arquivos em sites de torrent e fóruns dedicados com grande facilidade. Com a integração de plugins podemos fazer a pesquisa no Isohunt, The Pirate Bay, Torrent Portal, avi e muitos outros, em seguida, iniciar o arquivo torrent diretamente na aplicação de sua prefência como: Transmission, qBittorrent, Deluge e etc. Uma vez encontrado o arquivo torrent, basta clicar duas vezes sobre a linha apropriada.

ADICIONANDO O PPA E INSTALANDO O PROGRAMA
Para instalar no Ubuntu e distribuições derivadas basta abrir um terminal (CTRL+ALT+T) e correr os seguintes comandos (digite a senha de administrador se esta for solicitada e tecle ENTER para prosseguir):
PPA de terceiros... adicione por sua conta e risco!
sudo apt-add-repository ppa:gwendal-lebihan-dev/torrent-search-ppa  ENTER 
sudo apt-get update  ENTER 
sudo apt-get install torrent-search  ENTER 

Ou faça download neste link.

ACIONANDO O PROGRAMA
Quando o processo de instalação for concluído, pesquise no Dash por "torrent search". Clique no ícone correspondente para acioná-lo:
Na primeira execução do programa você verá o diálogo abaixo com alguns sites contendo arquivos torrentes. Alguns precisam de autenticação. Marque as opções que desejar:
A interface do programa:

disponível para:
sob a licença Pública Geral GNU
página do projeto: torrent-search.sourceforge.net

É isso.
Continua »
 

Copyright © TutorFree Design by Free CSS Templates | Blogger Theme by BTDesigner | Powered by Blogger